Bem-estar/Saúde, Dicas, Espiritualidade

7 dicas de meditação do homem mais feliz do mundo

Segundo os pesquisadores, Matthieu Ricard é o homem mais feliz do mundo, apesar de sua profissão o tornar uma pessoa incomum para ocupar esse título.
Ele é francês, mas em determinado momento de sua vida decidiu dar as costas à vida intelectual parisiense e se mudar para a Índia para estudar o budismo. Ele agora é um associado próximo do Dalai Lama e apreciado estudioso ocidental do budismo.
Richard Davidson, um neurocientista eminente, conectou o crânio de Ricard com 256 sensores na Universidade de Wisconsin como parte de um estudo de muitos praticantes de meditação. Foi demonstrado que, ao meditar na compaixão, seu cérebro produz um nível de ondas gama que estão associadas a aprendizado, memória, atenção e consciência. Curiosamente, verifica-se que o segredo do monge para a felicidade está na compaixão. Os pesquisadores também acreditam que seu córtex pré-frontal esquerdo é mais ativo que o direito, o que lhe dá capacidade de felicidade e tendência reduzida à negatividade.
“Estamos buscando há 12 anos o efeito do treinamento mental de curto e longo prazo, através da meditação na atenção, na compaixão e no equilíbrio emocional”, disse Davidson.
“Encontramos resultados notáveis ​​com praticantes de longa data que fizeram 50.000 rodadas de meditação, mas também com três semanas de 20 minutos por dia, o que obviamente é mais aplicável aos nossos tempos modernos.”

Resultado de imagem para meditation

Dicas de Matthieu Ricard para aprender e praticar meditação
1. Uma mente saudável deve agir como um espelho (os rostos refletem no espelho, mas nenhum deles realmente gruda). O mesmo método deve ser usado com os pensamentos, deixe-os passar por sua mente, mas se preocupe demais com eles.
2. Não é possível impedir que os pensamentos cheguem, mas é possível acalmar a mente respirando profundamente, pois permite que você se concentre em uma coisa específica – sua respiração. Controlar ou dirigir a mente é praticamente recusar-se a ser escravo de seus pensamentos.
3. Esteja atento: refere-se ao foco na respiração e à atenção às sensações da respiração. Você não precisa necessariamente se concentrar na respiração para praticar a atenção plena. Você pode se concentrar em sons, calor ou frio.
4. Depois de se acostumar com essa técnica, você pode usá-la para cultivar qualidades positivas. De acordo com Ricard, o amor que tudo consome dura apenas quinze segundos. Felizmente, a meditação e o foco nela podem ajudá-la a durar mais tempo ou revivê-la.
5. Os seres humanos precisam de prática regular, pois as plantas precisam de rega. Assim como em qualquer outra atividade, praticar meditação por vinte minutos tem maior impacto do que alguns segundos.
6. Você pode usar a meditação para se livrar das emoções negativas. Como Ricard diz: ‘Você pode ver sua experiência como um fogo que queima. Se você está ciente da raiva, não está com raiva, está ciente. Estar ciente da ansiedade não é estar ansioso, é estar ciente. Estar ciente das emoções negativas ajuda a queimá-las.
7. As pessoas que dizem que não conseguem encontrar tempo para meditar devem considerar seus benefícios. Se isso o ajudar a lidar com tudo durante o resto do dia, vale a pena gastar vinte minutos do seu tempo.