Espiritualidade, Relacionamento

Intimidade espiritual e por que é espiritualmente o tipo mais puro de relação sexual

Enquanto o próprio termo traz à mente algo bastante inesperado, o significado é totalmente diferente. A relação espiritual é muito diferente do mero ato sexual, e nós explicaremos o porquê.
Fazer amor é um ato íntimo, concordamos. Mas existem estágios – e um deles é o intercurso espiritual – um estágio em que você e seu parceiro estão tão próximos que se entrelaçam em um nível espiritual.
Simplificando, a relação espiritual significa a unificação das almas, enquanto os corpos estão sendo unidos. Em vez de simplesmente dar prazer ao corpo, pretendemos dar prazer à alma de nosso parceiro.
Portanto, se você sentir sua força vital, isso está dentro de todos nós, enquanto se envolve no ato sexual, saiba que você está praticando relações sexuais.
Quando você se envolve com isso, está essencialmente pedindo energia emprestada à pessoa com quem estamos. Agora, as energias podem ser positivas e negativas.
Escusado será dizer: precisamos nos envolver no ato com alguém que nos forneceria energia positiva, enquanto você também faz o mesmo.

Intimidade espiritual e por que é espiritualmente o tipo mais puro de relação sexual

Para fazer isso, você precisa primeiro conhecer a pessoa de dentro para fora. Você não pode simplesmente pular na cama e esperar que fogos de artifício ocorram. Você precisa entender a pessoa e de onde ela vem.
Uma conexão adequada e apropriada é essencial, onde você é íntimo um do outro em um nível muito mais profundo que a superfície.
Você saberá se sua intimidade está dentro do limite quando você vê seu parceiro lhe dando prazer na medida em que você deseja.
E como essa é uma via de mão dupla, você precisa fazer isso também. Mas se houver algo faltando em sua intimidade, você precisará reviver a conexão.
O contato visual é necessário. O sindicato tem uma maneira tântrica de trabalhar, então você precisa estar olhando nos olhos do seu parceiro.
Relaxe sua respiração e tente trocar suas energias da maneira mais prazerosa possível. O fim não é o principal resultado aqui; você precisa passar pelos meios primeiro.
Explore-os, trabalhe com eles, assegure-se de que seu parceiro esteja sentindo o momento e você esteja no momento. Você precisa se sentir conectado o tempo todo.
Desnecessário dizer que essa forma de união os deixaria satisfeitos e satisfeitos consigo e com o outro.
Agora, você pode acompa